Criar Contacts

5 vantagens de usar jogos como técnica de marketing
17 . Março . 2017
  • advergames
  • apps
  • jogos
  • marketing

Sabia que os jogos são a categoria de app mais popular? É verdade! E não é só por causa do Pokémon Go em 2016; já há vários anos que os jogos lideram enquanto a categoria com mais downloads. No entanto, apesar de ser a preferência dos utilizadores, poucas empresas reconhecem o potencial deste tipo de apps enquanto técnica para promover a sua empresa.

De facto, temos de admitir que a ideia não é nossa; há alguns anos, a cadeia de restaurantes internacional Chipotle alcançou um enorme sucesso com o lançamento de um jogo para promover as suas iniciativas de sustentabilidade e, mesmo antes disso, já existiam os chamados “advergames” – videojogos criados com o intuito de fazer publicidade –, nessa altura focados nos computadores e consolas de jogos. Mas, apesar do crescimento contínuo dos jogos enquanto apps, o seu potencial promocional continua largamente inexplorado.
Assim sendo, apresentamos de seguida as 5 grandes vantagens de criar um jogo para fins de marketing:

  1. Engagement extremamente elevado. O engagement é uma das métricas mais importantes de marketing, já que permite entender até que ponto é que os utilizadores estão envolvidos com a sua marca. Enquanto a maioria das apps prende os utilizadores uma média abaixo de 1 minuto, um jogo consegue prendê-los, em média, entre 3 a 10 minutos – o que significa muito mais tempo ligado à sua marca e, subsequentemente, maior retenção da mesma.
  2. Conteúdo de alta qualidade. De certeza que já sabe que conteúdo é a componente mais importante dos meios digitais e que não há nada que os utilizadores mais valorizem. Esse conteúdo não é necessariamente conteúdos textuais ou audiovisuais; jogos são conteúdos de alta qualidade e extremamente valorizados pelos utilizadores – particularmente se o seu público for mais jovem e mais adepto das tecnologias.
  3. Brand Storytelling interativo. Já antes explicamos a importância do Brand Storytelling; acontece que um bom jogo consegue ser Storytelling em que o utilizador não é um participante passivo, mas sim uma parte ativa da história a ser contada. Ou seja, os benefícios do Storytelling são multiplicados exponencialmente porque permite ao utilizador envolver-se diretamente com a sua marca.
  4. Melhor retenção da mensagem. Isto é uma consequência de um jogo mesmo bom e criado especificamente a pensar na sua mensagem; o já referido caso da Chipotle é o exemplo quintessencial, já que o jogo transmitia tão bem a mensagem que a marca ficou completamente ligada à noção de sustentabilidade. Se procura transmitir uma mensagem forte e inesquecível, um jogo é uma maneira eficaz de o fazer.
  5. Lealdade através de entretenimento. Não descure o fator “fun” – graças a ele, consegue transformar curiosos em clientes e clientes em fãs. Os jogos, pela sua natureza, geram imensa lealdade e criam até comunidades à sua volta; agora imagine o impacto de um jogo baseado na sua marca. De repente, tem uma legião de seguidores altamente fiéis, não só ao seu jogo, mas sobretudo à sua marca.

Claro que todas estas vantagens apenas se aplicam se criar um jogo mesmo, mesmo bom – e criar uma imitação simples de outro jogo popular não basta! É preciso ter ideias criativas e inovadoras, desenvolver jogabilidade bem afinada e garantir que o jogo faz sentido para a sua marca. Felizmente, a nossa equipa está pronta para esse desafio! Contacte-nos e descubra em primeira mão o efeito de um jogo como ferramenta de promoção do seu negócio.

Por Diogo Ferreira

Twitter

Facebook