Criar Contacts

Ter ou não ter uma agência de marketing?
09 . Março . 2017
  • agência de marketing
  • estratégia
  • marketing digital

Há uma pergunta que todas as empresas, a certo ponto, vão considerar: porque é que preciso de contratar uma agência para tratar do meu marketing? Porque não fazer esse trabalho internamente?

A verdade é que, sim, fazer todo o trabalho de marketing internamente tem vantagens. Por exemplo, é muito mais fácil controlar questões como os prazos de entrega, depende apenas dos recursos internos da empresa e consegue alcançar melhor colaboração interna. No entanto, esta solução apresenta também três grandes desvantagens:

  1. Devido à crescente complexidade e diversidade do panorama digital, dificilmente uma equipa interna conseguirá ser perita e acompanhar todas as inovações e avanços em todas as vertentes de comunicação, publicidade e marketing.
  2. Manter uma equipa dedicada para marketing, com copywriters, designers, diretores artísticos, estrategistas, planeadores e muitas outras funções, tanto para o panorama offline como o online – o qual envolve ainda mais talentos e cargos –, é um elevado investimento que, se não for impossível, será pelo menos extremamente complicado.
  3. Uma agência de marketing, pela sua natureza, gere diversos clientes, enfrenta diversos desafios e descobre diversas oportunidades de várias áreas. Esse know-how e experiência são muito valiosos, sendo que uma equipa interna, concentrada apenas na sua empresa e nos seus projetos, não consegue competir com a inovação e criatividade que vem de uma agência com um portfólio diversificado de clientes.

Por sua vez, recorrer a uma agência de marketing apresenta vantagens que uma equipa interna, por muito trabalho e muita experiência que tenha, não consegue substituir:

  • Aconselhamento estratégico. Tendo o conhecimento acumulado de vários projetos, as melhores agências servem como conselheiros de confiança para ajudar as empresas na criação e implementação de estratégias. Os gestores de uma agência complementam o conhecimento do mercado-alvo de uma empresa com a sua própria experiência a lidar com vários projetos e os respetivos mercados, conhecendo assim estratégias e melhores práticas para além do alcance de uma equipa interna.
  • Objetividade e perspetiva. A perspetiva de uma agência é, naturalmente, muito diferente da perspetiva de uma equipa interna, a qual está diretamente envolvida no negócio e, consequentemente, terá sempre alguma parcialidade sobre a própria marca e produtos. Tendo em conta a importância no marketing de entender não só as forças mas também as fraquezas do negócio, a objetividade, aliada à experiência, de uma agência de marketing é uma mais-valia extremamente importante, permitindo colmatar esses pontos fracos e identificar oportunidades ou ameaças que uma equipa interna não consegue reconhecer.
  • Experiência profissional. Com anos de experiência em todo o tipo de projetos, a equipa de uma agência traz uma experiência e know-how operacional que uma equipa interna só conseguiria igualar após anos de trabalho intensivo, e nunca com o alcance e perspetiva que a agência traz com a sua equipa. Estes anos de trabalho traduzem-se em processos bem afinados, um maior nível de eficiência e a capacidade prática de quem já trabalhou em todo o tipo de projetos.
  • Criatividade e inovação. Um grande ponto de diferenciação das agências é que são verdadeiras fontes de inovação e criatividade, isto porque, apesar de terem o mesmo foco nos resultados e nos objetivos do cliente, são também contadores de histórias com a capacidade de trazer maneiras inovadores de comunicar com clientes e criar ligações emocionais entre as marcas e as pessoas. Mais importante ainda, graças às suas ferramentas extensivas e experiência no ramo, conseguem encontrar soluções criativas para problemas de marketing.
  • Talento. A qualidade de uma agência mede-se pelo talento da sua equipa, razão pela qual as melhores agências, como a BloomIdea, estão sempre a atrair mais pessoas talentosas e a desenvolver continuamente o talento que já compõe a sua equipa. Combinado com a diversidade de desafios que estes profissionais enfrentam na variedade de projetos em que estão envolvidos, isto significa que o nível de talento de uma boa agência estará sempre acima do que uma equipa interna e que, consequentemente, a experiência e os resultados serão melhores.
  • Rentabilidade. Como já referido, os custos de contratar uma equipa interna de qualidade são muito mais elevados do que contratar uma agência para fazer o mesmo trabalho; na verdade, uma agência apresenta sempre um equilíbrio custo/benefício muito mais recompensador, isto porque o nível de talento é muito mais elevado e o respetivo custo muito mais baixo, para não falar dos respetivos resultados, do que a manutenção de uma equipa interna de qualidade.
  • Representação dos consumidores. Uma agência não só tem maior conhecimento de consumidores de várias áreas graças ao seu portfólio, como também uma abordagem mais centrada nos consumidores do que uma equipa interna, dado que todas as suas atividades se centram em trazer valor e criar uma ligação com os mesmos. A proposta de valor de uma agência é, essencialmente, fazer a ponte entre o cliente e os consumidores, trazendo soluções inovadoras e a pensar primeiro na comunicação com o consumidor. Com a sua experiência em interpretar o mercado e perceber as necessidades reais dos utilizadores, as agências estão melhor preparadas para comunicar diretamente aos consumidores e explicar-lhes as vantagens dos produtos e serviços dos seus clientes.
  • Foco. As empresas têm diversas preocupações com que lidar para além do marketing, pelo que uma equipa interna, na verdade, será sempre afetada por fatores e prioridades internas. Uma agência, por sua vez, está 100% dedicada a servir as necessidades do seu cliente na sua área específica – trazendo maior foco e, subsequentemente, maior rapidez na concretização dos objetivos da empresa. Para além disso, as agências conseguem dar resposta a diversas necessidades, focando-se em cada uma individualmente ou como um todo conforme as necessidades do cliente.

No fim de contas, o maior contributo de uma agência é o efeito multiplicador que tem para o seu cliente: enquanto uma equipa interna é, essencialmente, um componente da empresa, uma agência permite ao cliente otimizar os seus próprios recursos e beneficiar do grande impacto de uma equipa externa, com a acumulação de toda a sua experiência, talento e criatividade. Um investimento numa agência traz, assim, um efeito muito mais dramático e positivo do que um investimento mais elevado em contratar, treinar e aplicar uma equipa de marketing interna, a qual nunca terá o know-how acumulado de anos a servir vários projetos.

Assim sendo, embora apostar numa equipa interna não seja uma má ideia pelas vantagens que já referimos, pode complementá-la ou substituí-la com uma agência. Verá o efeito que contratar profissionais como a nossa equipa terá no seu negócio.

Por Diogo Ferreira

Twitter

Facebook