Porque devem as empresas ter uma presença no Facebook

Porque devem as empresas ter uma presença no Facebook
08 . Maio . 2013
  • facebook
  • social media marketing

Viajante olha para um mapa de uma cidade

O Facebook, rede social fundada em 2004, é o segundo site mais popular do mundo, a maior rede social do mundo e conta com cerca de 800 000 novos utilizadores todos os dias. Em Março de 2013 contava com 1.11 mil milhões de utilizadores ativos.

Com uma comunidade próspera, muito vasta em interesses e pessoas, esta rede social proporciona a oportunidade às empresas de interagirem diretamente com os seus clientes. Através de uma presença no Facebook, as empresas têm a possibilidade de atrair pessoas com interesses específicos na sua marca, criar uma comunidade na qual os seus “fãs” possam interagir uns com os outros e com a própria empresa.

O acompanhamento e a análise das necessidades dos clientes são o pilar de um relacionamento entre uma empresa e o consumidor. As mudanças na forma de relacionamento e expressão fizeram das redes sociais um espaço onde o cliente pode criar uma maior ligação com a marca, traduzir as suas preferências e opiniões de uma forma direta e sem intermediários. As empresas, por seu lado, têm um feedback constante e contínuo por parte dos seus clientes, de uma forma financeiramente viável.

O Facebook é uma rede social muito pessoal, oferecendo assim a oportunidade perfeita para humanizar as empresas e as suas marcas, traduzindo-se numa gestão de clientes mais eficaz. As redes sociais ajudam-nos no sentido de sabermos quem são os nossos clientes, mostram-nos as suas personalidades individuais, ficamos assim a saber quem nos tornou naquilo que somos.

Esta rede social permite-nos facilmente saber o que o mercado diz a nosso respeito mas, mais do que isso, dá-nos a possibilidade de dar resposta em tempo real.

Atualmente, através do Facebook, podemos optar por mostrar a nossa vida pessoal e profissional, podemos saber quais os gostos dos nossos clientes e os nossos clientes podem saber quem somos. Ao optarmos pela partilha das nossas imagens e gostos pessoais podemos criar uma maior proximidade e empatia com os nossos clientes. Desta forma, ambas as partes ficam a conhecer-se melhor. Podemos interagir a um nível pessoal e posteriormente estabelecer uma parceria a nível profissional. Esta opção deve, contudo, ser tomada de acordo com a estratégia da marca: nem sempre mostrar os rostos que estão por de trás de cada projeto é vantajoso para a empresa. Devem ser medidas as vantagens e desvantagens que esta opção pode trazer e só depois optar por uma das seguintes situações: abrir a empresa ao mundo, mostrando os seus rostos e preferências de cada um; ou por outro lado, apresentar apenas a marca e comunicar com a comunidade sempre em nome dela.

Através do Facebook, as marcas podem divulgar as últimas novidades, anunciar promoções, promover passatempos, recrutar colaboradores, sempre com a certeza que os seus “fãs” vão estar atentos.

Existem vários tipos de conteúdo que podemos escolher para partilhar numa página de fãs ou num grupo – imagens, textos, vídeos – em qualquer um dos casos, temos a oportunidade de mostrar que a nossa marca é muito mais do que um logótipo.

Nós confiamos nos nossos amigos e esperamos que confiem em nós. O Facebook dá-nos essa oportunidade, a oportunidade de interagir diretamente com os nossos amigos e fazer negócios com eles. A conjugação da vida pessoal com a profissional ajuda a desenvolver uma comunidade mais forte, amigos reais e conversas agradáveis. No entanto, nem todas as pessoas se sentem confortáveis ou têm a capacidade para fazer esta fusão.

Mesmo nos casos em que não haja interesse ou habilidade para conjugar a vida pessoal e profissional, ainda assim a presença de uma empresa no Facebook é primordial. A tendência atual do mercado diz-nos que os dias em que os nossos clientes procuravam só o nosso site estão prestes a desaparecer. Agora os nossos clientes procuram-nos nas redes sociais, nomeadamente, no Facebook. Naturalmente, podemos impulsionar o tráfego para o nosso site, mas o mais importante é que estejamos onde estão os nossos clientes. No Facebook temos a oportunidade de mostrar a nossa empresa e assim levar os nossos fãs a visitarem o nosso site e a colaborarem connosco.

A popularidade do Facebook cresce a um ritmo vertiginoso, se uma empresa contínua renitente quanto ao facto de estar presente nesta rede social, no mínimo, deve fazê-lo de uma forma básica através da criação de uma Página, isto para que outras empresas não possam reivindicar a sua marca no Facebook.
Outro dos motivos, se não mesmo o mais importante, é o facto de percebermos que o Facebook está hoje, no top do tráfego para o Google, surgindo nos primeiros lugares da pesquisa por empresas, marcas, produtos, reforçando a sua presença online.

Hoje, tão importante como ter uma presença na Internet é ter uma presença ativa no Facebook, a maior rede social do mundo.

Por Adriana Carneiro

Twitter

Facebook