Como criar uma app

Como criar uma app
20 . Outubro . 2015
  • app
  • mobile

Sabia que existem mais de 3 milhões de apps e que todos os dias são feitos milhões de downloads das mesmas? Esta é uma indústria que veio para ficar e que, com várias categorias por onde explorar e escolher, a verdade é que há uma app (ou várias!) para todos os gostos! Agora olhamos para o verso da moeda: também não faltam ideias para apps mas, sobre o entusiasmo que caracteriza essa ideia inovadora, paira uma importante questão: como criar uma app?

A ideia

As categorias líderes nas lojas das apps são os jogos, ferramentas, educação, saúde, entretenimento e lifestyle, por isso, se tem uma ideia relacionada com alguma destas categorias, está no bom caminho. Mas esse caminho só se completa com uma boa análise das apps que já existem dentro da sua categoria, dos seus principais concorrentes, da forma como a sua app se diferencia ou se pode diferenciar. No meio de 3 milhões de apps é importante que a sua seja realmente inovadora, daí a importância de investir algum tempo nesta primeira fase. Pesquise, investigue, dê largas à sua imaginação e faça sessões de brainstorming sempre que possível... não vá “aquela” ideia escapar-lhe por entre o teclado.

O plano

Este é o momento em que se passa a ideia ou as ideias para o papel, porque não há nada como ver um projeto a começar a ganhar forma! Quer seja num documento no computador ou em várias folhas brancas, o importante é começar a delinear a estrutura e organização da app, com desenhos, notas e outras inspirações, ou seja, com tudo aquilo que possa ajudar a visualizar e a enriquecer a ideia inicial da app. Expandir e otimizar a ideia inicial é o que se pretende com esta segunda fase, onde também é importante definir outros pontos-chave da app como o estilo de design, requisitos técnicos e de desenvolvimento, formas de comercialização e se a app vai ser paga ou gratuita? É por isso que chamamos a este passo “O plano”!

O desenvolvimento

A parte mais complicada da criação de uma app é, sem dúvida, esta. E porquê? Porque é a parte mais difícil, a parte mais técnica e a responsável por dar vida, forma, funcionalidade e propósito à app. Se quiser ser não só o idealizador da sua app, mas também o seu programador, a verdade é que o pode fazer com a ajuda de qualquer um dos sistemas operativos existentes: se vai ser uma app para iOS, a Apple dispõe de um programa de desenvolvimento onde se pode inscrever e aprender tudo; se a aposta da sua app vai para Android, o Google também tem um programa de formação nessa área; adicionalmente, a Microsoft disponibiliza uma ajuda preciosa para quem quiser criar uma app para o Windows Phone.
Se a parte de desenvolvimento da app é algo no qual não tem qualquer interesse, tempo ou vontade de aprender, a verdade é que existem muitas empresas especialistas na criação e desenvolvimento de apps, pelo que é uma questão de apresentar a sua ideia e receber uma proposta em termos de orçamento. Esta segunda opção tem a vantagem de o colocar como gestor do projeto, assegurando que a app é desenvolvida segundo aquilo que tem em mente, sem ter de se preocupar com todas as questões e o trabalho técnico que implica criar uma app de raiz. Vamos a isso? Sim, é verdade, a BloomIdea é especialista no desenvolvimento de aplicações móveis!

A preparação da loja

Criada e testada a app, está na hora de a submeter para aprovação na respetiva loja de aplicações móveis. E até aqui tudo tem de ser pensado e executado ao pormenor: desde uma descrição criativa e funcional, passando por imagens apelativas da própria app, e até um vídeo demonstrativo de tudo aquilo que a app tem para oferecer. Na loja da app, a primeira impressão é tudo e pode ser aquilo que motiva o utilizador a fazer o download ou não. Chegou a aprovação? Parabéns! A sua app está pronta para ser lançada!

A promoção

O último passo de todo o processo da criação de uma app – e igualmente importante – é a sua promoção. No meio de milhões de apps, o mundo precisa de saber que a sua chegou e que tem muito para oferecer! É aqui que entra o app marketing, que reúne um conjunto de estratégias que vão dar a conhecer a sua app e o que a distingue das outras. O app marketing pode incluir estratégias tão distintas como RP Digital, promoção nas redes sociais, Smart App Banners, criação de um site para a app, marketing de influência, internacionalização da app, sendo que estas são aplicadas tendo em conta as especificidades de cada app a ser promovida.

Twitter

Facebook