Artigos em destaque

Certamente muitos de nós já paramos, por um momento, para pensar em como podemos rentabilizar e tirar o máximo partido do nosso site ou blogue. É neste contexto que vou expor um pouco melhor as várias formas para otimizar os ganhos online, nomeadamente com publicidade online, que é uma das melhores e mais comuns formas através das quais um site pode ganhar dinheiro na internet.
Escrever nunca foi tão cool. E de quem é a culpa? Da web. Com imensas plataformas gratuitas ao nosso dispor – blogues, redes sociais, fóruns, sites – só não deixa as suas palavras impressas na Internet para todo o sempre quem não quiser. Pronto para entrar no mundo do copywriting online?
Até que ponto é possível procurar a nossa página na comunidade Facebook? Até que ponto a nossa informação pessoal pode ser consultada e vista por todos os que nos procuram em motores de busca? Bastante fácil! Se formos uma marca ou empresa à procura de clientes certamente não há problema que ao pesquisar em motores de busca apareça a nossa página e, se aparecer logo nos primeiros resultados, tanto melhor. Mas, se for a nossa página pessoal, com as fotos da família, as mensagens no mural que dão indicações sobre onde estamos, certamente que aí não queremos de forma alguma que a nossa página apareça nas pesquisas. É então importante definir a privacidade.
As primeiras palavras que o seu cliente lerá no email que acabou de receber irão estabelecer o tom geral da comunicação. Se começar com um “Exmo(a) Sr(a)”, definirá desde logo um tom impessoal e formal; se abrir com “Olá amigos!”, o leitor sentirá desde logo um ambiente jovem, descontraído e informal para o resto da comunicação.
Com uma comunidade próspera, muito vasta em interesses e pessoas, o Facebook proporciona a oportunidade às empresas de interagirem diretamente com os seus clientes. Através de uma presença nesta rede social, as empresas têm a possibilidade de atrair pessoas com interesses específicos na sua marca, criar uma comunidade na qual os seus “fãs” possam interagir uns com os outros e com a própria empresa.
A primeira coisa que se faz quando se cria um blog ou um website é inserir conteúdo. O conteúdo gera visitas, e as visitas aumentam as páginas vistas por utilizador. E aumentam o tempo de permanência. E mais visitas trazem mais visitas. Surge a pergunta imediata: como rentabilizar o número de visitas em termos de receitas? Simples! Transformando as visitas em audiência, e tornando o espaço num veículo para anunciantes que paguem para ter acesso a esse número de pessoas que regularmente acedem ao site.
De uma forma generalista, quando pensamos em comércio eletrónico (e-commerce), pensamos numa transação comercial entre um fornecedor e um cliente a decorrer na Internet. No entanto, embora esta ideia esteja certa, podemos ser mais específicos e dividir o comércio em seis grandes tipos, com características distintas entre si.